Início » Blog » Gestão de Moinhos » Como resolver o problema do capital de giro?

Como resolver o problema do capital de giro?

jul 8, 2021 | 0 Comentários

como resolver capital de giro

Fluxo de caixa negativo é um sintoma que algo não vai bem no negócio a consequência é a contração de capital de giro de bancos. Nesse artigo abordaremos como resolver o problema do capital de giro e reduzir a dependência de capital de giro de bancos.

Todo gestor já ouviu falar naquele velho ditado que tempo é igual dinheiro e isso é pura verdade, muitos negócios perdem resultado financeiro por não gerenciar o principal limitante de qualquer empresa, o fator tempo!

E o impacto vai além das operações físicas e esse fator pode causar um dano gigante no caixa da organização, nesse post vamos abordar como podemos aumentar o fluxo de caixa de qualquer negócio e reduzir a dependência de capital de giro de bancos.

Esses serão os tópicos abordados para entendermos como resolver o problema do capital de giro:

Limitações de tempo para indústria

Se você tem uma indústria de chinelos, que trabalha 8h por dia, suas vendas serão limitadas a quantidade produzida nas 8h de trabalho, para vender mais precisa aumentar o tempo trabalhado, mas tudo tem um limite não para produzir mais que 24h por dia.

Limitações de tempo para prestação de serviços

Essa conta também é válida para prestação de serviços imagine que você foi contratado para construir uma casa, no cronograma foi definido que a obra duraria 3 meses e todos seus custos foram projetados conforme sua previsão inicial mas se ocorrer um atraso de 4 meses, seus custo aumentariam 60%, nesse caso o seu negócio vai amargar um prejuízo!

O tempo também afeta a saúde financeira do negócio

Mas o tempo vai além ele não impacta somente nos processos físicos, até em nossas operações financeiras ele está presente, por exemplo se eu compro uma mercadoria e pago avista e depois revendo no crediário parcelado em 3X alguém vai ter que custear essa venda, geralmente os bancos cobram caro por isso.

Como resolver o problema do capital de giro?

Precisar de capital de giro para custear a operação do negócio é algo normal em qualquer empresa, o problema acontece quando temos um desiquilíbrio entre os pagamentos, recebimentos e para piorar a situação a organização não possui um caixa robusto, nesse caso é inevitável recorrer a bancos para financiar a operação com o famoso capital de giro.

A consequência da contratação de linhas de crédito para capital de giro é inclusão do custo financeiro na sua operação, e convenhamos na maioria das operações esse tipo de débito somente “come” parte do lucro e reduz a competitividade.

Agora, imagine se fosse possível você empurrar todo esse custo para a sua cadeia de valor, o seu cliente pagaria parcelado e não seria necessário corrigir o preço de venda, não seria fantástico! Essa é a realidade de empresas que possuem uma boa gestão financeira, trabalhando com capital próprio e podendo alavancar os resultados, por isso é tão difícil competir com esses player´s de mercado.

Mas fica tranquilo vamos compartilha um passo a passo que se for implantado no negócio tornará possível reduzir a dependência do capital de giro de bancos.

4 passos para resolver o problema do capital de giro

Passo 1: Implante controles financeiros

Essa é melhor dica que podemos dar, tenha controles na palma da mão com todas as operações realizadas.

Você sabia que todas as empresas preenchem mensalmente uma planilha chamada de balanço patrimonial? Geralmente esse documento é elaborado pelo contador e serve para registrar todas as operações financeiras do negócio, mas poucas pessoas conseguem interpretar esse documento e por isso perdem uma grande oportunidade de ter a mão controles financeiros de forma extremamente simplificada, por isso o instituto 6 sigma vai compartilhar uma planilha de balanço patrimonial comentada, nela será possível entender todos os componentes contábeis de forma gratuita.

Passo 2: Crie indicadores de performance

Indicadores são como uma bússola para seu negócio, são eles que direcionam as ações que precisam ser implantadas para que haja um resultado positivo no fim do mês. Não implantar indicadores de performance é semelhante a navegar sem instrumentos, o risco de algo dar errado é gigante.

Você sabia que com um Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE) e o Balanço Patrimonial  (BP) é possível calcular vários indicadores de performance? Outra curiosidade é que apesar dessas peças contábeis estarem disponíveis para a maioria dos empresários somente 10% desses utilizam esses instrumentos para gerenciar o negócio através de análises de indicadores? A principal causa está relacionada a dificuldade na compreensão dos termos técnicos da contabilidade, pensando nisso nós do instituto 6 sigma preparamos uma planilha editável de DRE toda comentada que pode ser muito útil nessa etapa.

Passo 3: Realize um diagnóstico

Avalie através dos indicadores quais itens estão satisfatórios e quais precisam de ser melhorados.

No nosso curso de gestão financeira descomplicado nós incluímos uma ferramenta capaz de realizar diagnósticos automáticos para nossos alunos, isso não é fantástico, por que complicar, quando podemos simplificar.

Passo 4: Elabore um plano financeiro

Após entender onde está problema do negócio coloque a mão na massa, criando um plano de ação com responsáveis e prazos para alterar a situação financeira.

Como reduzir os empréstimos do banco

O curso Gestão financeira possibilita que você consiga fazer a análise e o controle das atividades financeiras da sua empresa. Assim, será possível tomar decisões cada vez mais acertadas e, consequentemente, maximizar os resultados financeiros.

Ao compreender o que envolve a gestão financeira, você terá autonomia para fazer o fluxo de caixa de sua empresa, bem como o controle do giro de caixa. Conheça nosso curso.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *